sábado, 16 de julho de 2016

Pré-projeto de mestrado: dicas (parte I)

Texto inspirado em perguntas que recebi por email =)
------

"Por onde começo?"
O começo é a escolha de um tema. Você já tem um em mente?
Se sim, você pode avaliar se ele está relacionado a alguma linha de pesquisa e/ou algum professor orientador. Bons projetos podem ser rejeitados se não houver quem se interesse por ele.
Dá para ter uma ideia desta relação olhando o Currículo Lattes dos professores (não se engane pela descrição inicial do perfil: investigue os trabalhos que eles desenvolvem atualmente) e as dissertações/teses que foram defendidas recentemente. Achar algo parecido com a sua ideia é um bom sinal. Parecido, não igual.
Sobre fontes de inspiração alternativas para ideias de pré-projeto

"Como justificar e demonstrar a relevância do projeto para os avaliadores?"
Bem, se você conseguir um tema parecido com aquilo que já é desenvolvido pelo corpo docente, já abre o caminho para esta justificativa: o esforço necessário para convencer a banca sobre a sua relevância é menor.
Dito isto, há alguns professores que defendem que um projeto da área de Administração deve ter relevância teórica e relevância prática. Um projeto tem relevância teórica quando ele se propõe a trazer contribuições relevantes e necessárias para o conhecimento que se tem sobre aquele assunto. É preciso encontrar autores que digam: "há escassez de pesquisa sobre X e é importante pesquisar sobre isto por razões A, B e C". Então você diz que vai falar sobre X, em resposta à necessidade indicada pelos autores Fulano, Beltrano, etc. Evite citar livros-texto da faculdade, como Chiavenato. Dê preferência a artigos científicos.
A relevância prática são os benefícios que aquela pesquisa vai trazer para as organizações (no geral ou um grupo específico). Pode auxiliar a resolver um problema que causa prejuízo? Vai aumentar a satisfação de clientes? A retenção de funcionários? O desenvolvimento de uma comunidade? Etc, etc, etc.


"Como montar e fazer a articulação teórica?"
Resposta honesta: não sei. Estou aprendendo a fazer isso...kkkkkkkkkkk...
As teorias que você vai utilizar e a articulação entre elas dependem da sua área de estudos, do seu olhar...O mesmo objeto pode ser olhado de n formas diferentes...
É preciso ter cuidado para não misturar alho e maçã: um exemplo maluco - utilizar autores como Boaventura de Sousa Santos, que é um autor bastante crítico do capitalismo, para estruturar um trabalho que vise aumento de lucro de multinacionais.
Mas é difícil saber fazer isso antes do mestrado (e até mesmo depois...ainda estou bem longe da clareza que queria). Uma dica é encontrar trabalhos semelhantes ao que você pretende desenvolver, que tenham sido publicados em bons periódicos/congressos, e seguir as indicações teóricas que eles apresentam.

------

Daqui a uns dias, vem a parte II   =)

3 comentários:

  1. Olá, gosto muito do seu modo de escrever e sigo o seu blog para aproveitar as suas dicas! Quero seguir carreira acadêmica e seus conselhos são muito bons! Espero ver o Blog Quero ser Doutora em breve hahahahaha

    ResponderExcluir
  2. Rosa, manda a parte 2. Necessito! Kkkkkkkk
    E que nota no teste anpad foi aquela?! Abalaste! Em breve, com certeza, teremos um "Quero ser Doutora".

    ResponderExcluir
  3. Rosa, manda a parte 2. Necessito! Kkkkkkkk
    E que nota no teste anpad foi aquela?! Abalaste! Em breve, com certeza, teremos um "Quero ser Doutora".

    ResponderExcluir