quarta-feira, 20 de novembro de 2013

"Lean in" - Sheryl Sandberg

É uma pena que o título em português tenha ficado fraco: "Faça Acontecer". E ainda tem um adesivo com a mensagem "A mais alta executiva do Facebook vai revolucionar sua vida". Acabou transformado uma obra bem-fundamentada e muito esclarecedora em "mais um livro de auto-ajuda".

E, como a própria Sheryl fala no texto, o livro não é um manual de auto-ajuda, não é um manifesto, nem uma biografia. Eu definiria como um manual de questões: em cada capítulo ela aborda um dilema, um conflito, uma dica, um comportamento. 

O capítulo 1, "O abismo nas ambições de liderança: O que você faria se não tivesse medo" me fez lembrar imediatamente da minha mãe. Dentre os muitos conselhos que me deu, o mais marcante foi: "Não tenha medo". Ela já sabia, intuitivamente, que o medo nos impede de explorar ao máximo nosso potencial. A discussão proposta no livro traz o que se espera do comportamento feminino (modéstia, "ser quieta") e o que é indesejado (ambição, "ser mandona") e da mensagem (tão popular no cinema e nos comerciais) de que é muito domens, simpatia é difícil para uma mulher ter sucesso profissional e uma vida pessoal completa (para o homem, o pressuposto é o contrário).

Já o capítulo 2 ("Um lugar à mesa") começa analisando um comportamento feminino pouco notado: já observou como uma mulher normalmente se senta à mesa de reuniões? Tronco apoiado no encosto da cadeira, pernas juntas, mãos sobre o colo. Como se estivesse numa mesa de refeições. E os homens? Apoiam braços e cotovelos na mesa, se inclinam sobre ela, expandem "seu espaço". Quem tem mais chances de ser ouvido(a)?

E assim, segue o livro. Analisa a importância da simpatia no ambiente de trabalho, especialmente para as mulheres (como diria Herzberg, nos homens a simpatia é um fator motivador, nas mulheres, é um fator higiênico), fala de mentoria, estimula a perseguir seus objetivos sem se preocupar antecipadamente em como conciliar a carreira com a maternidade, e mostra como é imprescindível que seu companheiro (se tiver um) seja companheiro de verdade.

Senti vontade de comprar dúzias deste livro e presentear todas as minhas amigas (e amigos também!). Como o orçamento é finito e limitado, vou emprestá-lo o máximo que puder. Quanto mais mulheres e homens "fizerem acontecer", melhor o mundo será.

2 comentários:

  1. Depois disso, vou correndo procurar este livro para ler.

    ResponderExcluir
  2. Depois disso, vou correndo procurar este livro para ler.

    ResponderExcluir